Pages

quinta-feira, 11 de julho de 2013

JOGO2-FLUMINENSE X INTERNACIONAL





FLUMINENSE:
Perdas, sim, mas nada que tire a força do Fluminense. É desta forma que o volante Edinho analisa as saídas de Wellington Nem e Thiago Neves. Em pouco mais de um mês, o Tricolor negociou os dois jogadores. Sem dinheiro em caixa, o diretor executivo Rodrigo Caetano avisou que reforços não serão contratados. A reposição vai ser procurada no próprio grupo e na base. Edinho não acredita que as saídas comprometerão a caminhada do atual campeão brasileiro na busca por mais um título.  
- Thiago Neves é um grande jogador, tem uma bagagem muito grande. Quando está em campo, preocupa os adversários, mas sabemos que no futebol acontece isso. Esperamos que ele seja muito feliz. São jogadores importantes, que têm liderança dentro do grupo, mas não dá para lamentar pelos que saíram. É pensar nos que estão aqui e trabalhar para que possamos vencer - disse o volante.
Edinho ressaltou a qualidade do plantel tricolor, apesar de a campanha neste início de Brasileirão ser instável.
 Nosso grupo é muito qualificado, muito forte. Mas não adianta ficar falando isso. Temos que provar no campo. Só os resultados vão dizer algo. A nossa equipe é forte e vai brigar pelo título. Queríamos ser campeões do Carioca, chegamos na final (da Taça Rio), mas não conseguimos. Estávamos com uma campanha legal na Libertadores, mas perdemos um jogo que não merecíamos ter perdido (para o Olimpia, no Paraguai) e fomos eliminados. A equipe está forte, motivada para buscar mais um título.
Hoje, o Fluminense ocupa a quarta posição na tabela, com nove pontos. Em seis jogos, foram três vitórias e três derrotas.
- Nosso grande parâmetro vai ser o ano passado. O time sofria poucos gols, perdia pouco. Neste ano as coisas mudaram um pouco. Estamos precisando fazer mais gols, e a parte defensiva precisa treinar mais. No ano passado, fazíamos um gol e ficávamos nos defendendo. Neste ano, estamos com um jogo até melhor, a equipe tem mais posse de bola, mas estamos perdendo. Temos de achar um equilíbrio para buscar a liderança da competição.
Assunto: FLUMINENSE - AINDA NÃO EMPATOU
Realizou 6 jogos no Brasileirão. Venceu 3 e perdeu 3. Como mandante, venceu todos. Como visitante, perdeu todos.

Campanha até o momento como mandante:
Fluminense 2 x 1 Atlético/PR - Estádio Moacyrzão (em Macaé)
Fluminense 3 x 0 Criciúma - Estádio Moacyrzão (em Macaé)
Fluminense 2 x 1 Goiás - Estádio Moacyrzão (em Macaé)

Campanha até o momento como visitante:
Coritiba 2 x 1 Fluminense - Estádio Couto Pereira
Portuguesa 2 x 1 Fluminense - Estádio do Canindé
Botafogo 1 x 0 Fluminense - Arena Pernambuco

Até o momento, o Fluminense não empatou. Talvez por esse motivo, a escolha de vitória ou derrota seja a melhor opção. o jogo contra o Inter será realizado em Macaé, no Moacyrzão, onde o Flu está mandando seus jogos.
Neste sábado, o time recebe o Inter, em Macaé, no Moacyrzão, às 18h30m (de Brasília). O jogo é válido pela sétima rodada.
- Jogar contra o Inter é sempre difícil. É um time que marca forte, tem jogadores experientes, o D’Alessandro vive um momento bom. É ter muita atenção para fazer um grande jogo e vencer.




INTERNACIONAL:
Uma vitória construída na base da conversa. Principalmente para recuperar o grupo e corrigir o posicionamento no intervalo após sair em desvantagem no primeiro tempo. Esta foi a avaliação de Dunga na virada por 3 a 1 sobre o América-MG na noite desta quarta-feira pelo jogo de ida da terceira rodada da Copa do Brasil.
Em uma autocrítica, o técnico admitiu que o rendimento não foi o esperado. Os problemas de passe no primeiro tempo atrapalharam a atuação. Até pelas mudanças de última hora na equipe. Além de não ter Willians (pela demora na chegada da documentação da Udinese), não pode contar com Airton, com febre. Assim, o meio-campo foi formado no primeiro tempo por Jackson, Josimar, Dátolo e D’Alessandro.

A dificuldade de encaixe proporcionou espaço ao rival. Com a entrada de Jorge Henrique na vaga de Jackson, o desempenho melhorou e o triunfo foi construído.
Acho que nós erramos muitos passes no primeiro tempo. Isso ajudou o adversário sair no contra-ataque, marcar. No intervalo nós conversamos. Os jogadores pegam rápido. No segundo, posicionamos, mexemos e apareceu o jogo. O Jorge deu equilíbrio e colocamos o D’Alessandro pelo lado direito e, assim, abrimos a defesa deles. Virar um jogo como este dá um ânimo aos jogadores.
A mudança de postura e a forma pela como buscou o triunfo eleva a moral do grupo. Dunga reiterou o discurso da importância de todos os atletas do elenco. E, ao seu estilo, enalteceu a força dos pupilos.
- Sempre digo que vamos precisar de todos. Hoje quem entrou correspondeu. A equipe teve um bom nível no segundo tempo - elogia.

Com o resultado, o Inter pode até perder por um gol de diferença ou dois, desde que o resultado seja a partir do 4 a 2. Vitória do América-MG por 3 a 1 leva a partida aos pênaltis. O duelo de volta pela terceira fase da Copa do Brasil será disputado no dia 17 de julho, no Independência, em Belo Horizonte. Antes disso, porém, Colorado vai até Macaé enfrentar o Fluminense pela sétima rodada do Brasileirão. O jogo ocorrerá neste sábado, às 18h30m, no Moacyrzão.

3 comentários:

Anônimo disse...

DF FLU

CARLOS -SC

Anônimo disse...

ESSA É DUPLO FECHADO NO INTERR PODE APOSTARR

Anônimo disse...

Fluminense Seco

Ale Udia MG